animação, design, música

Space Oddity, de livro pirata a animação pirata

Quando o designer desempregado Andrew Kolb decidiu fazer um livro infantil usando sua música preferida, não fazia ideia que iria bombar tanto na Internet. Kolb, num momento de inspiração viral, decidiu fazer um lindo livro baseado na triste história de Space Oddity, do cantor inglês, e jogar pra geral. Seu site recebeu mais de 60 mil menções. O PDF do livro ficou disponível para os 90 mil sortudos que conseguiram baixá-lo até que o grupo detentor dos direitos das letras de Bowie soltasse os rottweilers legais em cima de Kolb. Resultado: o designer teve que apagar todas as referências a Bowie de seu portifólio e tirar o PDF do ar. Mas como a Internet é terreno grato para Dom Quixotes, foi a vez do animador xará Andrew Ruttman animar o livro de Kolb. O resultado é esse vídeo aí de cima.

E quanto ao fadado livro em PDF que foi parar no purgatório editorial? Não espalha não, mas dizem que ele está circulando por

direitos

Hoje é dia de roxo

Hoje é o Spirit Day nos Estados Unidos, uma ação organizada pelo GLAAD (Gays and Lesbians Alliance Against Difamation) contra o bullying homofóbico. O evento começou como uma resposta ao elevado número de suicídios de jovens gays, e envolve indivíduos, organizações, corporações, escolas, profissionais de mída e celebridades, todos usando púrpura, que representa espírito na bandeira do arco-íris.

Você pode participar pintando seu avatar do Twitter ou Facebook no Twibbon. Nós podemos fazer um mundo em que jovens LGBT são aceitos como são. Saiba mais em  www.glaad.org/spiritday.

Foto via onecoloroneday.

design

Kern type

Esse é para os obsessivos: kern type é um jogo onde você distribui o espaço entre as letras de um texto de forma legível e aprazível. Essa tarefa é chamada por tipógrafos de kerning. A sua solução então é comparada com o atual kerning, e você recebe uma pontuação de acordo com a proximidade.

tech

Qkies

Já vi QR Codes em diversas aplicações, de camisetas a flyers de festas. Mas a Marca alemã Qkies ganhou na criatividade: seus QR são comestíveis. Isso mesmo: você compra um pozinho tipo mistura Fleishmann, cozinha os cookies, e coloca em cima deles adesivos de papel comestível com os códigos. A mistura custa 6,90 euros (algo em torno de 16 reais) e faz 20 Qkies. O destinatário dos biscoitinhos escaneia o código e pode ir para um vídeo no youtube, um set no Flickr, ou uma página personalizada com uma mensagem do remetente.
animação

Stopover

Nessa engraçada animação de Neil Stumblings, uma paradinha rápida de um astronauta se transforma num contato imediato do pior tipo.

design

Nerdy dirty

Ah, o xaveco… essa arte de chegar causando uma impressão na pessoa cobiçada. Essa impressão nem sempre é boa, mas o que importa é chegar, né? A série de ilustrações da designer Nicole Martinez tem umas paqueras bem fofas e bobas, com uns desenhos estilo retro. Eu até cairia em algumas 😉

via (iconico)

tech

The body building Game

Pois é, também tem um app para isso. The body building Game tem uma propaganda nonsense com um tiozão malhado vendendo o produto. O melhor momento é o hipster com o app no seu iPad, devidamente amarrado ao seu braço por um armband. O app em si é bem fraco, com uns desenhos meio com cara de clipart, mas a propaganda é engraçada.

Body builder game via homorazzi

Pin It on Pinterest

Share This